Vidabrasil circula em Salvador, Espírito Santo, Belo Horizonte, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo Edição Nº: 311
Data:
7/8/2002
Capa | Edições anteriores| Assine já | Fale com a redação
Página visitada: 1331377 vezes
» Índice
» Editorial
Davi X Golias
» Autos
Segurança, conforto e uma nova arquitetura elétrica são alguns destaques do Citroën C3
» Turismo
Faça como o escritor Paulo Coelho, que realizou seu sonho somente após conhecer Santiago de Compostela
» Turisnotas
Transamérica Ilha de Comandatuba reúne mestres de diversas modalidades na sua Semana Esportiva
» Boca Miuda
Discípulos de Maquiavel
Editorial

“O mercado financeiro internacional já escolheu quem será o presidente do país. Eles querem a continuidade da política econômica do governo FHC e votam no José Serra”.  
O texto acima foi retirado de uma revista de circulação nacional em uma matéria que analisava a crise econômica que se abateu sobre o Brasil nas últimas semanas.  
A reportagem só esqueceu de dizer que os banqueiros internacionais não têm direito a voz e voto em nossa eleição.  
Bom, pelo menos em tese.  
Isto porque da forma como esses “senhores” estão conduzindo as “notícias” sobre nossa economia, parece claro que eles têm muito mais poder sobre a política nacional do que qualquer um de nós simples brasileiros.  
Mas, afinal, por que isto acontece?  
Nesse momento em que o Brasil mostra sua supremacia no futebol, conquistando o inédito título de pentacampeão, nossa população, nossos políticos e nossos “analistas econômicos” poderiam tirar algumas lições com nossa seleção.  
Só para dar como exemplo, observamos o jogo da decisão pelo título. Naqueles 90 minutos, tudo o que parecia praticamente impossível para um reles país do terceiro mundo tornou-se realidade.  
Nossos “nanicos” jogadores enfrentaram bravamente os supervitaminados alemães. Mostraram coragem, determinação e muita garra.  
Mostraram principalmente o que o brasileiro é capaz de fazer quando deixa de lado o velho complexo de inferioridade que sempre abateu o espírito nacional e decide lutar pelo sonho de vencer, de ultrapassar as barreiras, de superar os limites impostos, na maioria das vezes, por pressões externas.  
VidaBrasil tem convicção de que nossa seleção está nos dando muito mais do que somente as alegrias das festas de comemoração.  
Temos certeza de que é hora de avaliarmos sobre até quando vamos ficar à mercê dos investidores internacionais que ditam as regras da “globalização” pelo mundo afora.  
Está mais do que na hora de pararmos para pensar sobre até quando vamos aceitar que o mercado financeiro internacional escolha quem será o presidente do Brasil.  
O voto é o bem mais sagrado conquistado por todos os cidadãos. Não podemos admitir que especulações externas ultrapassem nosso direito de escolher livremente nosso futuro presidente.  
Nessa luta entre Davi e Golias, está muito mais do que os rumos da economia nacional. Está o inquestionável direito de liberdade de voto.  
Pense nisso antes de apertar o botão da urna eletrônica.  



Copyright © 2001, Vida Brasil. - Todos os direitos reservados.