Vidabrasil circula em Salvador, Espírito Santo, Belo Horizonte, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo Edição Nº: 311
Data:
7/8/2002
Capa | Edições anteriores| Assine já | Fale com a redação
Página visitada: 1331373 vezes
» Índice
» Editorial
Davi X Golias
» Autos
Segurança, conforto e uma nova arquitetura elétrica são alguns destaques do Citroën C3
» Turismo
Faça como o escritor Paulo Coelho, que realizou seu sonho somente após conhecer Santiago de Compostela
» Turisnotas
Transamérica Ilha de Comandatuba reúne mestres de diversas modalidades na sua Semana Esportiva
» Boca Miuda
Discípulos de Maquiavel
Autos

Graças às crescentes exigências de segurança e conforto, o Citroën C3 incorpora uma arquitetura elétrica multiplex, semelhante à do C5. Esta arquitetura consiste na ligação dos diferentes componentes elétricos num número reduzido de feixes. As possibilidades oferecidas pela multiplexagem permitiram desenvolver um grande número de funções de conforto, segurança e prazer na condução. Essas funções permitem ao motorista concentrar a sua atenção na estrada, enquanto o sistema lhe fornece, em tempo real, informações necessárias para o ajudar a tomar decisões.  
Segurança – A segurança é um problema que preocupa qualquer condutor. Portanto, o C3 apresenta soluções que evitam o acidente e, em caso de colisão, procuram minimizar os efeitos do choque, recorrendo por exemplo, ao body block. Este sistema está implantado na coluna da direção, retraindo-a 50 mm em caso de colisão. Os 4 airbags (frontais e laterais) aumentam a proteção dos passageiros, mesmo em embates laterais.  
Equipado com um sistema de freios a discos, o Citroën C3 dispõe ainda, de versões com sistema ABS.  
Manobrando – A ajuda eletrônica ao estacionamento – equipamento opcional – permite ao motorista manobrar com segurança, mesmo em situações mais complicadas. Os quatro sensores, colocados no pára-choque taseiro, detectam os eventuais obstáculos e avisam através de um sinal sonoro. O sistema é automaticamente ativado ao engatar a marcha ré.  
Inovações – Entre as várias novidades do Citroën C3 destaca-se o espaço interior, a arquitetura elétrica multiplexada, que lhe permite dispor de inúmeros equipamentos “inteligentes” a nível de conforto e segurança. A maior parte deles é de série, como a ajuda eletrônica ao estacionamento, a função “black painel” e o acendimento automático das luzes de presença.  
O Citroën C3 surge no momento em que a marca procura recuperar os ideais criativos do seu fundador, André Citroën. Posicionando-se entre o Saxo e o Xsara – que aguardam os seus sucessores –, o C3 surge com um design inovador, irreverente e recheado de inovações tecnológicas.  
As suas linhas arredondadas tiveram origem no protótipo C3 Lumière, apresentado no Salão de Frankfurt em 1998. Portanto, o C3 foge, definitivamente, às convenções. As suas dimensões fora do comum, com uma altura inédita no seu segmento, são o sinal mais visível dessa evolução. O estilo do C3 propõe uma visão inovadora da estética automóvel, graças à combinação de linhas e dimensões únicas. O espaço e o bem estar a bordo são perceptíveis à primeira vista. A dupla inspiração conceptual e as referências clássicas dão ao C3 um forte potencial de sedução.  
Motorização – Os motores do Citroën C3 vão conquistar a fama. O 1.1i a gasolina é um grande talento em trajetos urbanos, com potência suficiente para abordar longos trajetos em auto-estrada. O 1.4i, com os seus 75 CV, é particularmente polivalente: boas perfomances, muito agradável de utilizar e consumos sempre muito baixos. Esta motorização tem disponível uma caixa automática auto -ativa de comando sequencial. Quanto ao motor 1.6i 16v de 110 cv oferece acelerações energéticas dispondo sempre de confortáveis reservas de potência.  
Espaço – O Citroën C3 é uma berlina que dispõe de uma habitabilidade surpreendente para um veículo do seu segmento. Com uma largura de 1,67 m, o C3 possui um espaço interior capaz de proporcionar um grande à vontade aos passageiros. Contudo, uma das grandes inovações apresentadas pelo C3 reside na altura (1,52m). Estas dimensões permitem uma nova posição de condução mais vertical e mais alta, ao mesmo tempo que garante uma distância em relação ao teto bastante significativa. Assim, todos os ocupantes do C3 beneficiam de uma altura de assento semialta, que lhes oferece uma visão dominante de estrada, muito do agrado do motorista, e um ótimo conforto visual para os passageiros, graças a uma altura de visão superior à média do segmento.  
O C3 consegue conciliar uma boa habitalidade com opções de arrumação bastante úteis, e de grande capacidade. Os dois porta-luvas têm uma capacidade de 7 e 5 litros. Podendo um deles, conter uma divisão refrigerada. Cada uma das portas é dotada de um compartimento de arrumação e de grande capacidade. A consola central pode acolher objetos de uso cotidiano, como por exemplo um celular, que pode ser carregado numa tomada de 12v.  
Consoante as versões, o C3 dispõe de uma gaveta sob o banco do passageiro e outra sobre o banco do motorista. Na parte central do painel de instrumentos, dois compartimentos podem integrar um sistema de áudio e um carregador de cinco cd’s, ou funcionar como espaço de arrumação.  
Mas o equipamento do C3 inclui ainda trava central das portas, banco do motorista regulável em altura e o volante em profundidade e altura. Consoante a versão, o novo modelo da Citroën dispõe de ar condicionado automático, espelhos retrovisores aquecidos com regulador elétrico e dois descansos centrais para os braços



Copyright © 2001, Vida Brasil. - Todos os direitos reservados.